17 julho 2006

And the winner is...

Thurn und Taxis

TCHAM TCHAM TCHAM TCHAM!!!!!

É verdade sim senhor: Thurn und Taxis é o grande vencedor do Spiel des Jahres, permitindo assim ao intrigante Andreas Seyfarth vencer o ambicionado troféu, pela segunda vez na sua carreira, embora desta vez em parceria com a sua bem amada e sensual esposa.

Curiosamente, não conseguiu vencer este afamado prémio com a sua maior criação, o consensualíssimo Puerto Rico - que lidera o ranking do BGG desde o tempo em que os dinossauros mandavam neste planeta e um meeple era feito em pedra e pesava 300 Kgs - tendo perdido em 2002 para o elegante, mas desconhecido, Villa Paletti.

O prémio para o melhor jogo infantil vai para Der schwarze Pirat, publicado pela HABA e que eu, confesso, nunca ouvi falar. Posso adiantar que o título quer dizer "O pirata negro", em português, e que a HABA é conhecida por editar jogos de alta qualidade para os mais novos. Se quiserem saber mais, sigam o link! :P

O Shadows over Camelot e o Caylus venceram os prémios "Fantasia nos jogos" e "Jogo complexo", respectivamente. Mas isto já se sabia desde que foi tornada pública a lista de nomeados.

O grande derrotado é, mais uma vez, o grandíssimo Reiner Knizia, que apesar de desenhar e publicar uma média de 3500 jogos por ano e de ter, pelo menos, 50 jogos no top 10 do boardgamegeek, há mais de 100 anos, nunca conseguiu vencer. O seu Blue Moon City parecia ter boas hipóteses de quebrar esta maldição, mas ainda não foi desta.

Em relação ao vencedor, que acabou por ser o esperado, fica prometida uma review, neste blog, para antes do fim da semana! Salvé aleluia, salvé!




3 comentários:

soledade disse...

E dava a ideia que era isso mesmo que ia acontecer. Parecia claramente uma daquelas noites de óscares em que a grande produção da treta comandada por um realizador mainstream iria ter 4000 nomeações e arrecadá-las quase todas com a excepção das interpretações e do argumento (vá-se lá saber porquê!).
Não quero com isto dizer mal do T&T, até porque não conheço, mas lá que foi desenhadinho a régua e esquadro para o prémio, ah isso foi.
Paulo

Hugo disse...

Acaba por ser merecido. Joguei Thurn and Taxis a semana passada e é um jogo bem mais complexo que o que há primeira vista parece. Apesar das suas semelhanças na maior parte das mecânicas que utiliza com o colosso de vendas Ticket To Ride, Thurn and Taxis é bastante mais dramático para o jogador o que lhe dá maior interesse. Mas sobre o assunto me debruçarei em tempo oportuno.

Flotsi disse...

Fiquei muito curioso quanto à sensualidade descrita neste post, pelo que não descansei enquanto não a comprovei.
Encontrei esta imagem http://www.bordspel.com/nieuws.html, que afinal correspondia às expectativas :-)