01 novembro 2006

Session Report: Bel em Portugal

Finalmente aconteceu. Aproveitando a estadia em terras lusitanas da Isabel, ilustre contribuidora do blog brasileiro Oba Tijolo, juntamo-nos para uma jogatana na casa do Zorg e também para trocar experiências e opiniões sobre Lisboa e, claro, sobre o que nos juntou, os jogos de tabuleiro.
De mochila às costas, depois de ter dado uma valente volta pelo país, Isabel chegou à capital sã e salva e conforme o que estava prometido, encontrámo-nos todos.
Jantámos em Cascais e o repasto foi bastante agradável, como era de esperar. Contaram-se histórias daqui e dali e ficámos todos bastante esclarecidos sobre as capacidades duma figura mítica brasileira de nome Tânia que domina as mesas tal e qual um leão domina as selvas. Os feitos dela são incontáveis e confesso que tanto eu como o Zorg sentimos bastante medo. Tive uma sensação parecida à que tinha em criança quando assistia aos filmes de terror, especialmente ao Exorcista e durante a noite não preguei olho. A minha namorada agora, sempre que me quer assustar diz:
- Olha que eu chamo a Tânia!
Falámos imenso sobre os nossos jogos preferidos, aos que queremos jogar e aos que vamos comprar nos próximos tempos. É bem visível que Reiner Knizia e Himalaia dominam as preferências de todos e a Isabel demonstrou uma curiosidade sobre Martin Wallace.
Passado o tempo da refeição fizemos uma caminhada longa até à Boca do Inferno com o intuito de aterrorizar a nossa simpática convidada. Mas o ambiente medonho e infernal deste precipício pareceu não incomodar a jogadora brasileira:
- Para quem já viu a Tânia a jogar Ticket to Ride, isto não é nada!
Tomámos contacto também com as grandes invenções do Dimitri. A Isabel teve a amabilidade de explicar as regras dos jogos dele e ficámos bastante impressionados com as ideias. Talvez tenhamos a possibilidade, num futuro próximo, de experimentar as suas criações.
Fomos então para casa do Zorg e jogámos os três à nova criação de Klaus Teuber que eu não conhecia mas que já tinha ouvido falar - Elasund. Tivemos um serão bastante agradável e o jogo fluiu bem e é bastante interessante o que demonstrou que o criador de Catan continua em grande forma para alívio dos gamers.
A vitória sorriu-me e a diferença foi tão grande em relação ao Zorg e à Isabel que por uns momentos tive a sensação do que é ser Tânia.
A noite já ia longa e lá nos despedimos fazendo algumas promessas de jogar online no BSW.
Mas na minha memória ficou a simpatia desta amiga de hobby e claro, a tradicional frase de cada vez que os dados lhe eram favoráveis:
- Oba!


3 comentários:

blogbel disse...

Caro, Hugo, foi um prazer imenso estar com vocês naquela noite tão agradável. Gostei do joguinho, mas da próxima vez quero jogar antes das 3 da manhã, ok?!
Hehehe. Assim é fácil atordoar os adversários!
:-)
Espero que você e a Melissa tomem coragem e dêem um pulo até o Rio.
Bjs.

Mantovani disse...

que gostoso ler este relato da visita da Bel, fico com vontade de ir eu mesmo a Portugal...

e a Tânia é tudo isso mesmo que a Bel disse, ela DOMINA.

bjos

zorg disse...

Quando cá vieres também terás direito a jantarada em Cascais e jogatana em minha casa a seguir! É o tratamento que reservamos a todos os brasileiros que nos visitam! ;)